Grandiosidade e Tradição

+8.200
artes recebidas

+2.500
artistas inscritos

+50
países participantes

História

Tudo começou com o Dr. José Cerqueira Dantas, que estava em busca de algum evento que movimentasse a cena cultural do Estado do Piauí. Com a ajuda de Jota A, aconteceu a primeira edição do Salão, em 2008. Com muita dedicação, criatividade e garra chegamos à 12ª edição! Conseguimos levar riso e reflexão a pessoas do Piauí, Brasil e mundo. Falamos sobre saúde, sedentarismo, consumismo, redes sociais, fofoca, eleições, inveja, intolerância, casamento, paquera e narcisismo e agora, vamos falar de Liberdade. Sempre escolhemos um tema relevante e em sintonia com o momento.

Sucesso desde o início

Sabíamos que o salão seria um grande sucesso quando, na 1ª edição, no dia da abertura, recebemos a visita de um cartunista que veio do Pará especialmente para o evento. Ficamos extasiados com tamanho carinho. Já na 2ª edição, o Salão de Humor inaugurava sua vocação internacional, com a participação de 250 trabalhos; ano passado, chegamos a receber mais de 1.400 obras vindas de 41 países.

Participação de nomes nacionais

Outra grande satisfação que o Salão realizou foi trazer grandes caricaturistas a Teresina para participar da abertura do evento. Dentre eles, Baptistão e Fernandes, dois dos maiores caricaturistas brasileiros foram jurados no evento e depois fizeram caricaturas ao vivo das pessoas presentes.

Salãozinho

A criação do Salãozinho foi outra grande sacada. Trabalhar com as crianças o gosto pelo desenho de humor é fomentar a criação de futuros artistas.  Estamos formando os futuros participantes do evento e fomentando arte e cultura.

Exposição itinerante, cursos e palestras

O Salão é um dos poucos eventos culturais brasileiros que funcionam o ano todo. Além da premiação em si, realizamos exposições itinerantes em escolas, universidades, faculdades, shoppings e pontos culturais de todo o Piauí. O resultado desse trabalho, é o fomento em algumas cidades, como Parnaíba, de um projeto de salão de humor local. O Salão promove ainda cursos e palestras em escolas ministrados pelo curador do evento, o cartunista Jota A.

Catálogo e Calendário

O Salão tem dois filhos amados: o catálogo com os 200 melhores desenhos de cada edição do evento, enviados para os 200 artistas participantes da edição e para bibliotecas, e o calendário com os 12 melhores trabalhos de cada edição do evento. A disputa por esses dois mimos é grande.

Essa história é sua…

Mas essa história não poderia ser construída sem a participação dos cerca de 8 mil artistas que, ao longo desses 12 anos, enviaram seus trabalhos. A todos vocês, e aos que virão, o nosso muito, muito obrigado!

História

Tudo começou com o Dr. José Cerqueira Dantas, que estava em busca de algum evento que movimentasse a cena cultural do Estado do Piauí. Com a ajuda de Jota A, aconteceu a primeira edição do Salão, em 2008. Com muita dedicação, criatividade e garra chegamos à 12ª edição! Conseguimos levar riso e reflexão a pessoas do Piauí, Brasil e mundo. Falamos sobre saúde, sedentarismo, consumismo, redes sociais, fofoca, eleições, inveja, intolerância, casamento, paquera e narcisismo e agora, vamos falar de Liberdade. Sempre escolhemos um tema relevante e em sintonia com o momento.

Sucesso desde o início

Sabíamos que o salão seria um grande sucesso quando, na 1ª edição, no dia da abertura, recebemos a visita de um cartunista que veio do Pará especialmente para o evento. Ficamos extasiados com tamanho carinho. Já na 2ª edição, o Salão de Humor inaugurava sua vocação internacional, recebendo sua primeira participação “além fronteiras”, um desenho vindo direto da Inglaterra. Começamos, lá em 2008, com a participação de 250 trabalhos; ano passado, chegamos a receber mais de 1.400 obras vindas de 41 países.

Participação de nomes nacionais

Outra grande satisfação que o Salão realizou foi trazer grandes caricaturistas a Teresina para participar da abertura do evento. Dentre eles, Baptistão e Fernandes, dois dos maiores caricaturistas brasileiros foram jurados no evento e depois fizeram caricaturas ao vivo das pessoas presentes.

Salãozinho

A criação do Salãozinho foi outra grande sacada. Trabalhar com as crianças o gosto pelo desenho de humor é fomentar a criação de futuros artistas.  Estamos formando os futuros participantes do evento e fomentando arte e cultura.

Exposição itinerante, cursos e palestras

O Salão é um dos poucos eventos culturais brasileiros que funcionam o ano todo. Além da premiação em si, realizamos exposições itinerantes em escolas, universidades, faculdades, shoppings e pontos culturais de todo o Piauí. O resultado desse trabalho, é o fomento em algumas cidades, como Parnaíba, de um projeto de salão de humor local. O Salão promove ainda cursos e palestras em escolas ministrados pelo curador do evento, o cartunista Jota A.

Catálogo e Calendário

O Salão tem dois filhos amados: o catálogo com os 200 melhores desenhos de cada edição do evento, enviados para os 200 artistas participantes da edição e para bibliotecas, e o calendário com os 12 melhores trabalhos de cada edição do evento. A disputa por esses dois mimos é grande.

Essa história é sua…

Mas essa história não poderia ser construída sem a participação dos cerca de 8 mil artistas que, ao longo desses 12 anos, enviaram seus trabalhos. A todos vocês, e aos que virão, o nosso muito, muito obrigado!

Curadoria

Jota A é cartunista, artista plástico, designer gráfico e xilógrafo. Com uma alma versátil e inquieta, ele é o idealizador do Salão de Humor desde a sua criação em 2008 patrocinado, à época, pelo Medplan. Jota trabalha como cartunista há 32 anos no jornal piauiense O Dia, onde faz diariamente uma charge e uma tirinha. É um dos chargistas mais premiados em salões de humor do mundo, com cerca de 160 prêmios, concedidos em países como Brasil, Turquia e Portugal.

Já lançou três livros com a temática do humor e se prepara para lançar o quarto agora em agosto de 2020, intitulado “As Premiadas do Jota A”. Participou ainda do projeto MSP+50, Maurício de Sousa por mais 50 artistas, desenhando o Chico Bento.

Além disso, tem uma forte atuação cultural, participando de vários eventos no Piauí e nacionais. Colabora com charges para o Greenpeace Brasil e participa de quadros em programa de TV local. É ainda membro do Núcleo de Gravura e Pesquisa do Piauí (NUGRAPPI) e vice-presidente da União dos Artistas Plásticos do Piauí (UAPPI). Participa do canal de vídeo no youtube chamado P.Q.P.: Papo, quadrinhos e participações.

Regulamento

Saiba mais sobre o regulamento do concurso.

SAIBA MAIS